Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2015

Povo Zoró dá lição de sustentabilidade

Imagem
Eles vivem em 24 aldeias na região do município de Rondolândia (a 1.100 km de Cuiabá) e têm trabalhado em parceria com o projeto Pacto das Águas, da Petrobras, que apóia o manejo sustentável em comunidades indígenas e extrativistas. A produção está só no começo. Os índios, por meio da Petrobras e da Associação do Povo Indígena Zoró (Apiz), aprenderam a utilizar o secador rotativo para beneficiar as castanhas. A máquina permite secar até 2,5 toneladas por dia. Assim, as amêndoas ficam mais limpas, mais duráveis e menos úmidas. Tornam-se um produto mais viável para o fornecimento das empresas e cooperativas que o compram, as quais geralmente têm uma demanda de 700 toneladas ao ano. Já a aquisição da máquina foi possível graças ao Projeto de Conservação e Uso Sustentável das Florestas do Noroeste do Mato Grosso, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente de Mato Grosso (SEMA) e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento no Brasil (PNUD/Brasil), segundo o Sindicat…

O VALOR DO DINHEIRO

A semente do sucesso começa pelas raízes

Imagem

Nada a comemorar.

Imagem
Desmatamento aumenta. As águas sendo tratadas como negócio. O clima em meio á debates de interesses meramente econômicos. As terras que deveriam ser destinadas aos remanescentes de antigas tradições sendo disputadas na base da tiro ou das negociatas parlamentares de interesses escusos. A bancada da bala ditando regras contra a paz. Por isso nesta semana de abril, onde se comemora o nascimento do Brasil, as lutas pela liberdade, a honra aos povos indígenas; não há nada a comemorar.
Temos muito o que refletir e muito o que fazer. Há um sentimento coletivo no ar, uma clara indignação mas uma difusa compreensão em relação ao que fazer.  Nuvens de dúvidas permeiam a sociedade e são pesadas e escuras.
Uma coisa é certa, precisamos resgatar algo de humano em nossas relações. Algo de genuinamente humano, que é a capacidade de pensar no futuro melhor para toda a coletividade de seres - incluindo os seres da natureza - e agir no presente nesta direção. Olhar adiante e agir no agora, como diz a…

Envolvimento Sustentável

Imagem
O Brasil é o país da diversidade cultural, hoje e também muito anterior á sua fundação. Esta multiplicidade de culturas milenares que por aqui habitavam desenvolveram modos de vida peculiares, mas havia em comum o fato de que levava em consideração uma relação econômica mediada por crenças e valores ligados aos respectivos ecossistemas por onde circulavam. Entre os principais valores, destaco: a consideração do ambiente como entidade viva e a utilização de seus recursos com parcimônia, consciência de manejo e cuidado. Podemos denominar este sistema econômico de “economia do cuidado”. Atualmente, esta diversidade específica, espalhada por todo o Brasil e tantas outras diversidades de origens; divide-se em três dimensões, além da sua multiplicidade étnica: as culturas isoladas, que permanecem respectivamente nos seus modos de vida tradicionais; as culturas aldeadas, mas que interagem com a sociedade não indígena em diversos níveis, procurando assimilar também seus códigos de conheciment…

Qualidade de vida

Imagem
Frequentemente ouvimos a expressão "qualidade de vida" nos mais diversos setores da sociedade e nas mais diversas origens de pessoas. É uma coisa que todos querem. É uma palavra que cai bem em muitos tipos de discursos. No entanto, o que é qualidade de vida para uns, pode não ser o mesmo para outros. Tem gente que associa qualidade de vida com mansões, iates e milhões na conta, mesmo se isto for resultado de atividades ilícitas, ou as custas de exploração inconsequente da natureza.  No entanto tem gente que associa qualidade de vida á um encadeamento de relações de equilíbrio social, ambiental, econômico e pessoal. São pessoas que reconhecem que a vida é um encadeamento de relações e que existe uma interdependência entre elas. São pessoas que sabem que uma atitude pessoal reflete em seu grupo familiar, social, e na comunidade maior a qual estamos todos inseridos.  Aprendi com este segundo tipo de pessoas que qualidade de vida deve levar em consideração quatro tipos de cuida…

Envolvimento Sustentável

Imagem

VIVA AS MULHERES INDÍGENAS! RESILIÊNCIA E CONQUISTAS

Imagem
Este ano está sendo muito difícil para a questão indígena no Brasil. Na câmara federal sucessivas tentativas de aprovar uma lei que transfere a responsabilidade de demarcação de terras do poder executivo para o poder legislativo, que tem na maioria de sua composição deputados contrários aos povos indígenas,  á diversidade e a idéia de preservação de florestas.  Os meios de comunicação de modo geral insistem em transmitir fragmentos desta diversidade cultural que estimula ainda mais o preconceito e a visão de que são culturas ignorantes e cheias de crendices; quando dá ênfase nas flechas atiradas contra a polícia em manifestações de defesa de seus interesses, quando fala sobre a obstrução de estradas no norte do país por parte de algumas etnias mas não explica que é um ato de resistência política, quando enfatiza as imagens das etnias isoladas que respondem com desconfiança e susto as tentativas de aproximação da chamada civilização.  A mídia não aprofunda o fato de que por trás pressã…

Água não é negócio, é um bem comum.

Imagem
Lembro-me que em 2001 comecei, com o apoio e a parceria de Danielle Mitterrand, uma série de atividades que incluia seminários, publicações, palestras, com o propósito de difundir a importância de lidar com a água com responsabilidade, cuidado, e garanti-la como um direito de todos. Para isso haveria basicamente a necessidade de realizarmos três procedimentos: não desperdiça-la, despolui-la através de estações de tratamento apropriadas, e considera-la como um bem comum ao invés de negócio.  Foram anos de trabalho, circulando alguns estados do Brasil e também da França, a partir da Fundacion France Libertes, falando em diversos espaços institucionais nas mais diversas situações. E incrivelmente recebiamos mais atenção na Europa, onde a escassez é grande, do que no Brasil, onde rios e cachoeiras abundam.  Recentemente, quando tive a oportunidade de ser candidato ao senado pelo estado de São Paulo pelo Partido Verde, retomei a ladainha das águas pois estávamos no início de uma grande cr…

BANIWA LUTA PELA REDEMOCRATIZAÇÃO DA AMAZONIA

Imagem
Gersem Baniwa se declara determinado a travar todas as lutas para reinventar a democracia no Brasil  (Winnetou Almeida) É na comunidade onde nasceu, Carara, no rio Içana, que Gersem José dos Santos Luciano Baniwa começa, como professor, a caminhada de líder indígena. Tinha 20 anos em 1985 e acabara de concluir o ensino médio. Vivia dois momentos antagônicos. Um como parte de um povo que estava fadado à extinção ou sobreviver deixando de ser índio. Outro, vivenciando as tradições culturais baniwas - "um dos períodos mais ricos da minha vida", registrada. Hoje, doutor em antropologia social, o diretor do Departamento de Políticas Afirmativas da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Gersem Baniwa se declara determinado a travar todas as lutas para reinventar a democracia no Brasil. "Tenho a alegria e a satisfação de ter participado desse acontecimento tão importante para a sociedade brasileira e, particularmente na Amazônia, para nós povos indígenas, que foi a luta pela…

Brasil era Kaiowá

Imagem
Desde o inicio do período da ditadura no Brasil que os povos de origem guarani são expulsos de suas terras no Mato Grosso do Sul, Foram mais de 30 mil ao longo de mais de 20 anos. Na década de oitenta quando chegaram os posseiros mais impetuosos, que hoje são chamados de fazendeiros, de produtores rurais, ou de ruralistas; iniciou um período agudo de crise e depressão cultural que resultou nos primeiros suicídios coletivos dos kaiowá. Foi nessa época que a imprensa internacional noticiou tal sintoma e a repercussão foi grande.  No final da década de oitenta não havia internet e suas redes sociais; por isso era mais difícil ainda noticiar fatos e questões fora da "pauta" oficial da chamada "grande mídia" do Brasil. Esses posseiros geraram problemas sociais que antes não havia dentro do sistema cultural guarani. Casos de violência sexual contra mulheres guarani muito jovens, trabalho escravo nos canaviais da época, que alguns anos depois foi substituído pela soja, p…

Enraizar na vida. Viver inteiramente. Mãe Árvore, nos ensine.

Imagem

Arvorecer é preciso.

Imagem