Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

Oficina de Direitos Indígenas

Organizada pela Coordenação das Organizações Indígenas da Bacia Amazônia (Coica) e pela Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (Aecid), a oficina de Direitos e Diplomacia Indígena reuniu, em maio de 2011, líderes indígenas de nove países amazônicos em Cartagena, na Colômbia.
 Segundo o coordenador técnico da Coica, Rodrigo de la Cruz, há várias ferramentas do direito internacional que podem favorecer os índios em disputas, mas que são pouco usadas. Com uma diplomacia unificada, diz ele, os indígenas ganham força e seus pleitos têm maior ressonância em organizações internacionais simpáticas a suas causas, como a ONU e a OIT (Organização Internacional do Trabalho).
Na oficina, ministrada por especialistas em direito internacional e representantes de organizações multilaterais, os participantes também foram informados sobre técnicas de persuasão e resolução de conflitos.
Convenção 169 Membro da Comissão de Peritos na Aplicaç…

A questão da criança indígena

Imagem
A criança indígena que vive na beira das grande cidades enfrentam realidades sociais problemáticas, principalmente no que se refere  questão da educação, da saúde e da nutrição. Pois uma vez habitando em situações onde a cultura foi transformada pela pressão da sociedade envolvente e o ecossistema adulterado, as comunidades tradicionais vivem um desafio complexo, que é o de transmitir valores que fortaleçam a identidade cultural ao mesmo tempo em que elas devem ter acesso ao aperfeiçoamento social e intelectual que o estado deveria oferecer; além, de atendimento social adequado, coisa que tem sido difícil nas últimas décadas de relacionamento entre índios e estado.

A criança indígena

Imagem

O Brasil Índio

População indígena chegou a 80,5% dos municípios em 2010, diz IBGE (folha de São Paulo)
Entre os anos de 1991 e 2010, a população indígena se expandiu de 34,5% para 80,5% dos municípios do país, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).
O Censo de 1991 indicava que em 34,5% dos municípios brasileiros residia pelo menos um indígena autodeclarado. No Censo de 2000, esse percentual cresceu para 63,5% e, de acordo com o Censo 2010, chegou a 80,5% dos municípios brasileiros.
De acordo com o IBGE, as 817 mil pessoas que se autodeclararam indígenas no Censo 2010 representam 0,4% da população nacional.
Não foram alvo da pesquisa os povos indígenas brasileiros considerados "índios isolados", os quais, pela própria política de contato, não foram entrevistados.
Segundo o Censo 2010, dos 315 mil indígenas que residem nas áreas urbanas, a maior participação (33,7%) foi encontrada na região Nordeste --superando o Sudeste, que era l…

Indio ameaçado com a família em Mato Grosso

Tonico Benites é uma importante liderança Guarani Kaiowá. Entre diversos papéis que desenvolve, integra o Colegiado Setorial das Culturas Indígenas do Ministério da Cultura, onde eu o conheci. É antrópologo, foi estudar antropologia para entender as cabeças dos brancos e poder defender melhor os direitos indígenas. No dia 06 de Abril ele e sua família viveram uma experiência digna dos piores filmes de terror. Ele relata os fatos de forma detalhada na carta abaixo. Situação absurda que mostra que os fazendeiros estão dispostos a tudo para esmagar o movimento indígena. Agora usam capangas contratados no Paraguai. Aliás, os fazendeiros brasileiros estão lá, ocupam grandes áreas deste país, na divisa com o Brasil. Os camponeses e indígenas paraguaios também sofrem a pressão dos fazendeiros brasileiros.
 Dá para aceitar isto? Divulgando os fatos estaremos nos contrapondo, no esforço para sensibilizar as autoridades brasileiras. Não dá para aceitar a continuação do genocídio.

 CARTA DE UM AN…

Assistir Xingú para conhecer Brasil

Imagem
Tive o privilégio de assistir o filme Xingú com alguns parentes xinguanos, entre eles, Megaron. Emoção na platéia e emoção no telão! Um épico que mostra uma imagem crucial da história do Brasil que deveríamos aprender na escola.
 Em quinhentos anos de relações entre índios e não-índios, marca um dos raros momentos na linha da tempo histórico brasileiro em que lideranças não indígenas se posicionaram de um modo mais coerente em relação á diversidade de povos milenares do Brasil. Um drama complexo no período em que o militarismo com seu viés ditatorial se apossava do comando da nação.
Ali está o registro de um hábito que vem se repetindo nestes séculos afora. O modo distorcido com que o ser humano invade e se relaciona com o ecossistema e as culturas e civilizações diferentes dos "colonizadores". Gastaram milhões e milhões até o projeto "Transamazônica", que do ponto de vista de retorno socio-econômico foi um fiasco, mas do ponto de vista do custo de vidas e de civi…

A Cúpula dos Povos

Imagem
A Cúpula dos Povos, encontro de ONGs que será realizado paralelamente à Rio+20, será realizada no Aterro do Flamengo, confirmou hoje o Comitê Facilitador da Sociedade Civil para a Rio+20. O local é o mesmo que abrigou o Fórum Global, histórico encontro que reuniu mais de 17 mil ativistas durante a Eco-92, há 20 anos. Desta vez, são esperadas mais de 30 mil participantes para a reunião das ONGs, de 15 a 23 de junho.
De acordo com Carlos Henrique Painel, do Comitê Facilitador, a decisão atende à reivindicação das redes, organizações e movimentos sociais que participarão do encontro, que queriam resgatar o simbolismo do Aterro do Flamengo.
"Nas últimas semanas, as ONGs vinham negociando a utilização do Aterro do Flamengo com a Prefeitura do Rio, mas o principal nó das negociações era encontrar um local para alojar cerca de 10 mil pessoas que devem ficar acampadas durante a realização do evento", diz Painel.
Segundo ele, a Prefeitura do Rio ofereceu duas escolas, …