Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2011

Caminhos Alternativos

Há mais de 12 anos atrás iniciei um trabalho na fundação Peirópolis de Educação em Valores Humanos com a temática focada em princípios e valores presentes em tradições indígenas que poderiam servir de inspiração para a sociedade contemporânea. Coisas como: solidariedade, cuidado e respeito com o outro, respeito profundo pela Mãe Natureza, de onde vem todos os recursos para a nossa existência material. E uma das percepções mais incríveis que tenho recebido neste últimos doze anos é que estes valores são tidos como "alternativos" pela sociedade contemporânea, mas ainda para alguns soam como folclórico e exótico.

Caminhos

Todo começo é involuntário, diz Fernando Pessoa. Não existe um caminho para a paz, a paz é o caminho, diz Gandhi. Todo caminho tem seus obstáculos, mas sem eles, não crescemos, diz Werá, o velho.

meditar pela Terra

Imagem
Neste último encontro no Integria fizemos uma meditação pela Mãe Terra. Foram cerca de 30 participantes que em círculo emitiram através do silêncio o reconhecimento e a gratidão á nossa Grande Mãe, Senhora de todas as formas e dos quatro reinos de vida neste chão sagrado. Convido á vocês, caros amigos, a visualizar a Sagrada Mãe Terra envolvida em uma aura de luz de tons rosados, com a clara intensão de gratidão e amor incondicional, pelo menos por alguns instantes. Esta visualização se expande em ondas sutis e penetrará a alma da Terra como bálsamo de cura.







Indios vivem também nas cidades

Apesar de a maioria da população de índios do estado viver em cidades, comunidade ainda sofre preconceito. Cultura e costumes demandam ações de valorização
Mulheres e crianças indígenas de comunidade de Pirituba, periferia de São Paulo: precariedade e dívida social (Foto:©Ayrton Vignola/Folhapress)
São Paulo – Dos indígenas que vivem no estado de São Paulo, 37 mil estão em centros urbanos. Isso representa 91% do total, segundo dados do último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo a coordenadora-executiva da Comissão Pró-Índio de São Paulo, Lúcia Andrade, pouco se sabe sobre a realidade da comunidade indígenas residente nas cidades, porque as prefeituras não têm essa preocupação de identificar as demandas específicas.

Eles sofrem especialmente pela ausência de políticas públicas, principalmente na periferia de grandes centros urbanos. Há ainda o agravante de que os indígenas fazem parte de uma cultura de resistência. As constatações fazem parte de…

Kaká Werá

Imagem