quarta-feira, 5 de maio de 2010

A Floresta está nervosa

Os rios que serpenteiam o xingú, terra dos deuses ancestrais estão nervosos,inquietos, assim como pequenos seres, milhares deles, minúsculos e inovensivos insetos, vibram a energia do medo.
O vento sopra um ar de tensão nas folhas das copas das árvores e elas reverberam.
Milhares de olhos de animais miram o céu e seus faros buscam no chão da terra respostas.
Um berçario de infinitas vidas futuras, ao longo de mais rios e matas, teme uma brusca interrupção de sua tarefa silenciosa e divina!
Povos estão nervosos! Famílias estão apreensivas! Caciques aguçam seus discursos!
Quanto custará o fim do Belo Monte?
A quem servirá verdadeiramente o projeto?
Por acaso não existe alternativas mais economicas e mais eficientes?
Os pássaros fazem estas perguntas e voam.
Buscam respostas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente este artigo

Postagem em destaque

BIOGRAFIA DE KAKÁ WERÁ

  Educador. Terapeuta. Empreendedor Social.Ambientalista. Escritor Kaká Werá é psicoterapeuta de formação, de abordagem holística e tra...