Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2009

cuidar é manifestar o amor como uma criança

Imagem

Um Caetano

Um dia, um Caetano descerá
De sua estrela colorida iluminada
pelos holofotes do palco que é seu lar
e dirá as coisas que ele terá para dizer,
não mais meio de modo de marketing
e nem ás vezes meio Sting, como tem sido.
Será, um pouco mais profundo que Madonna,
assim quase como o Tao Te King
e falará do que realmente interessa:
Coisas Sérias, como o fato de estarmos na era
do Reconhecimento de que a Terra
Inevitavelmente sobreviverá
pela sua própria grandeza que foi,e que é, e que sempre será.
Já o Homem, não se sabe, soube
ou saberá.
Dependerá da compreensãode sua co-responsabilidade
por cada ato, palavra ou gesto
consigo mesmo, com o outro e com o espaço
que o cerca.
Um dia um Caetano dirá,
com uma clarezade uma canção,
que a questão maior é o entendimento
do Caminho para a Sustentabilidade
E não o tom anafalbeto e superficial
de sua própria erudição.

Marcelo Rosenbaum no Instituto Arapoty

Imagem
Marcelo Rosenbaum em visita á oca com seus filhos e esposa

Unipaz Rio de Janeiro

Imagem

Integria

Imagem

Silêncio Luminoso

Imagem

Apagão da Consciência

É impressionante o quanto o Brasil depende do movimento das águas que gera a bendita eletricidade!!! Na ocasião do apagão, podemos ver grandes prejuízos econômicos, caos urbano e medo que a falta de luz provocou.
Sem luz, o corpo social se debilita.
Nós também precisamos manter nossa luz acesa para evitarmos nossos caos internos, nossos medos, nossas inseguranças!!!
Esta sagrada luz movimentada pelas águas da vida necessita do aprimoramento da consciência, do discernimento, da capacidade de gerar novas possibilidades, de tantas outras coisas, que somente a luz é capaz de gerar.
É preciso evitar o apagão da consciência, e isto só é possível dando tempo e espaço para que esta seja presentificada no dia á dia, em nossas rotinas mais simples; renovada de quando em quando pelo silêncio da meditação!!!

As três ecologias

Existe a ecologia relacionada ao ambiente em que vivemos, cuja dimensão de importância a sociedade como um todo ainda não se aprofundou. Há que se avançar da consciência da preservação para a consciência da integração. Para isso, o Homem deveria reconhecer também a ecologia do ser, e educar para a harmonia do ser, em seus níveis subjetivos e objetivos. esta ecologia antecede e complementa a ecologia ambiental. Mas também há a ecologia social. Os níveis de desequilíbrios sociais ainda estão gritantes. Precisamos cuidar do social, buscando levar educação, cultura, qualidade de vida e cidadania participativa para promover uma ecologia social.